“O que vai levar o mundo da logística para o futuro é a conectividade”. Foi com essa afirmação que o fundador da Colbi, o americano Parker Treacy, abriu o circuito de palestras no Auditório do Sistema CNT na HSM Expo 2019, nessa segunda-feira (5). O jovem empreendedor de 36 anos destacou na palestra “Transporte 4.0: as tecnologias que estão revolucionando a logística no Brasil”, a carência de conectividade na América Latina como um dos pontos principais para um desenvolvimento efetivo no sistema de logística das transportadoras. 

Além de um serviço conectado e interativo, Treacy levantou a importância da experiência dos usuários para se obter um sistema efetivo: “As melhores startups não são as que se baseiam unicamente na visão do fundador, mas sim as que atendem as necessidades dos usuários”.  

Na mesma conversa, o argentino Federico Vega, aproveitou a deixa sobre conectividade para ressaltar sobre o uso da tecnologia para integrar empresas a transportadores de maneira segura e bem-sucedida. O fundador da CargoX, maior marketplace de fretes e que em 2017 faturou R$ 150 milhões, afirmou que a ideia é conectar as partes para um transporte efetivo e não reinventar a roda: “Precisamos de uma equipe de venda que entende o cliente e sabe o que ele quer e, a partir disso, criar uma logística de rotas para os transportadores, além de garantir a segurança deles”. 

Na segunda etapa de palestras, o desenvolvedor de negócios da Hyperloop Transportation Technologies, Ricardo Penzin, falou sobre o impacto da revolução nas relações trabalhistas para que empresas atuem com mais eficiência sem necessidade do capital. De acordo com Penzin, a criação de novos meios de se locomover, mais rápidos e mais seguros, são fatores imprescindíveis para um mundo movido a tecnologia e inovação. “A mobilidade como conhecemos está à beira de uma grande mudança, tanto no setor automotivo como na área espacial”, afirmou. 

O auditório do Sistema CNT encerrou as atividades no primeiro dia de evento com o autor do livro "Como administrar seu consultório e suas finanças pessoais", Márcio Iavelberg. Em palestra sobre planejamento estratégico e gestão financeira em tempos de crise, o também CEO da Blue Numbers Consultoria Empresarial apontou um dado importante sobre a economia brasileira (“Toda vez que o PIB ficou em nível negativo no Brasil, o governo não se sustentou”), ao considerar a necessidade de se estar atento ao cenário macro na hora de empreender. 

Ao finalizar as considerações sobre os indicadores estratégicos para um bom planejamento, Iavelberg concluiu:  “É um mapa de efeito, que reúne todos os pontos para sanar as necessidades administrativas”.  


Reflexões sobre EaD e cultura organizacional

No segundo dia da HSM, o Auditório do Sistema CNT abrigou a mesa “Métodos e Ferramentas para Aprendizado Online”, com o diretor-executivo da Embry-Riddle Aeronautical University, Israel Treptow. No encontro, o benefício da EaD como uma plataforma de networking e o pensamento crítico entre alunos e professores ao redor do mundo foram temas que nortearam a conversa. Sobre a expansão do ensino online nas instituições acadêmicas, Treptow afirmou: “A EaD é uma realidade consolidada. Não existe outro caminho senão incluir e expandir essa ferramenta e suas metodologias nas universidades”.

 Já no início da tarde, o auditório contemplou a perspectiva de governança corporativa no setor de transportes com o sócio líder de Transportes e Logística da PwC Brasil, Adriano Correia. Segundo o palestrante, os atos de corrupção dos últimos anos no país deram o tom no papel de governança corporativa, para que não se tenham surpresas desagradáveis: “69% das empresas brasileiras estão procurando gestores e profissionais para conduzir a administração de seus negócios e não correm riscos tributários”. Ademais, Correia pontuou estatísticas relevantes sobre governança familiar, como 78% de empresas que querem criar dividendos para os membros da família, além de 77% que pretendem criar um legado. 

 Na última mesa do dia, o diretor-executivo da CNT, Bruno Batista recebeu, os convidados com uma citação do físico Isaac Newton: “Se eu vi mais longe, foi por estar sobre ombros de gigantes”. 

E não foi por menos. O painel recebeu a presença de Maurício Coelho, diretor de Carga Aérea da DHL Global Fowarding Brazil, e Gustavo Kornitz, diretor de Marketing da FedEx Express. A dupla participou da mesa “Mapeamento de Modais”, que reuniu reflexões sobre logística para o futuro, cultura organizacional e infraestrutura. “O grande desafio de atuar no Brasil é a sua complexidade”, encerrou Kornitz, sobre as questões estruturais ligadas à burocracia no segmento do transporte. 


Leia aqui mais novidades da HSM Expor 2019.

CNT - Confederação Nacional do Transporte

SAUS Q.1 - Bloco J - Entradas 10 e 20
Ed. Clésio Andrade - CEP: 70070-944 - Brasília - DF
Fale Conosco: (61) 2196 5700

© 2019 - Confederação Nacional do Transporte