Na última terça-feira (27), representantes da CNT reuniram-se com o diretor do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), Frederico de Moura Carneiro, para tratar de proposta de revisão da Resolução Contran n.º 701/2017. O objetivo é incluir, na norma, a possibilidade de dispositivo mecânico específico para amarração de bobinas de aço, em substituição aos mecanismos previstos na resolução vigente. 

A CNT foi representada pelo seu diretor de Relações Institucionais, Valter Luis de Souza, e pelo chefe de gabinete da Presidência, Guilherme Theo Sampaio. Também participou do encontro Gladstone Viana Diniz Lobato, presidente do Setcemg (Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas e Logística de Minas Gerais) e diretor da Seção de Transporte Rodoviário de Cargas da CNT. Ele foi acompanhado por José Júlio Silveira Figueiredo e Nei Rosa da Costa, respectivamente, presidente do Conselho de Administração e presidente da empresa Expresso Figueiredo.

Na oportunidade, foi realizada apresentação detalhada dos equipamentos de segurança a serem utilizados nas amarrações de bobinas no cocho das carrocerias dos veículos. O objetivo, entre outros, é a atualização da Legislação de Trânsito em função do desenvolvimento de inovações nos veículos destinados ao transporte de cargas dessa natureza, visando aumentar a segurança nas operações. 

O Denatran mostrou apoio, principalmente por se tratar de segurança viária, e convidou a CNT para apresentar a sugestão na reunião da Câmara Temática de Transporte Rodoviário do Contran (CTTR/CONTRAN) realizada nessa quinta-feira (29). 



CNT - Confederação Nacional do Transporte

SAUS Q.1 - Bloco J - Entradas 10 e 20
Ed. Clésio Andrade - CEP: 70070-944 - Brasília - DF
Fale Conosco: (61) 2196 5700

©2021 - Confederação Nacional do Transporte