O aumento da eficiência e da segurança e a redução dos impactos ambientais do transporte parecem guiar os investimentos em inovação na indústria automotiva em escala global. O IAA, maior salão de veículos comerciais do mundo, que começa nesta semana, em Hannover, na Alemanha, é um termômetro disso. 

O evento começará no dia 20 de setembro e tem, como slogan, "Driving tomorrow", ou seja, "Dirigindo amanhã". Os temas em destaque do salão, que reúne as maiores montadoras do planeta, já foram apresentados pela VDA, a Associação Alemã da Indústria Automotiva, organizadora do salão.

Digitalização, conectividade e automação


Em uma entrevista concedida à imprensa em julho deste ano, o presidente da VDA, Bernhard Mattes, destacou que o uso de tecnologias digitais permitirá uma maior conectividade entre os modos de transporte, o que deve gerar impactos positivos para a mobilidade e para as cadeias logísticas no mundo. Segundo ele, essa integração é crucial para que os transportadores possam lidar com o aumento da quantidade de cargas no mundo.

Digitalização, conectividade e automação também poderão contribuir para o aumento da segurança nas rodovias e para a eficiência do transporte, na avaliação de Mattes. Um exemplo são tecnologias que permitem que os caminhões trafeguem em pelotões, com menores distâncias entre eles e de forma segura, através de sistemas rodoviários automatizados. Isso pode elevar a capacidade das estradas. 

O desafio, contudo, é que isso requer uma infraestrutura digital apropriada. Segundo ele, as possibilidades que as inovações trazem dependem de uma cobertura das mais recentes tecnologias de comunicação em todas as rodovias. 

As novas tecnologias também podem tornar a mobilidade mais eficiente, reduzindo as emissões de dióxido de carbono e de poluentes atmosféricos. Além disso, aposta-se no seu potencial para o aumento da segurança nas rodovias e vias urbanas, com a redução de acidentes.

Formas alternativas de propulsão e eficiência energética


O uso de baterias elétricas e de combustíveis alternativos, como o gás natural, deve estar cada vez mais presente na produção de veículos no mundo. Conforme Mattes, há uma preocupação global da indústria em buscar meios de tornar o transporte mais sustentável e de aumentar a eficiência energética. 

"E-combustíveis usando eletricidade renovável abre a possibilidade de operações com emissão de CO2 neutras inclusive para caminhões", disse o presidente da VDA aos jornalistas.

Há, além disso, um componente econômico. O consumo de combustível responde por mais de um quarto dos custos totais dos proprietários de frotas de caminhões nos trajetos de longa distância. "O mercado de veículos comerciais é impulsionado pela eficiência. O baixo consumo é uma importante vantagem competitiva no mercado."  

O 67º IAA ocorre na cidade de Hannover. A Agência CNT de Notícias e a revista CNT Transporte Atual participam da cobertura do evento a convite da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores).



CNT - Confederação Nacional do Transporte

SAUS Q.1 - Bloco J - Entradas 10 e 20
Ed. Clésio Andrade - CEP 70070-944 - Brasília - DF
Fale Conosco: 0800 728 2891

© 2019 - Confederação Nacional do Transporte