Pode-se dizer que foi uma aterrissagem perfeita, depois de muita dedicação. Nesta sexta-feira (1º), ocorreu a cerimônia de formatura da terceira turma da Certificação Internacional Aviation Management. Voltado a executivos e gestores do transporte aéreo, o curso é promovido pelo SEST SENAT, coordenado pelo ITL (Instituto de Transporte e Logística) e ministrado pela ERAU (Embry-Riddle Aeronautical University), a mais tradicional escola de aviação do mundo.

Os 30 formandos completaram sua jornada com uma semana de atividades no campus da ERAU em Daytona Beach, na Flórida (EUA), onde apresentaram seus trabalhos de conclusão de curso. Foi o fechamento de ouro para um trabalho iniciado em 17 de agosto de 2018, data da aula inaugural. Ao todo, o programa já capacitou 90 profissionais do setor, incluindo executivos, gerentes e pilotos de empresas associadas à Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas).

Presente na celebração, o presidente da CNT (Confederação Nacional do Transporte), Vander Costa, destacou a importância da iniciativa para o amadurecimento do setor aéreo nacional. “Estamos trabalhando para promover um novo transporte, cada vez mais competitivo, inovador, investindo em práticas e ferramentas tecnológicas, com cultura de planejamento e inspirados nos melhores casos de gestão do mundo”, disse.

Vander Costa lembrou, ainda, a excelência do trabalhado desenvolvido pela Embry-Riddle – e quanto isso pode agregar aos gestores brasileiros. “A certificação confere um grande diferencial competitivo para cada aluno. Não tenho dúvidas de que o curso vem ressignificando a educação e a gestão do setor aéreo do Brasil, capacitando os profissionais com ferramentas de gestão específicas para operações aéreas. A parceria com a Embry-Riddle, a maior e única universidade totalmente especializada em aviação e aeroespaço no mundo, tem nos possibilitado conhecer o que existe de mais inovador em gestão no transporte aéreo”, frisou.

Em sua participação na cerimônia, o presidente da Abear, Eduardo Sanovicz, ressaltou a disseminação do conhecimento como o maior benefício da certificação. “Quando esse curso foi pensado pela primeira vez, a ideia era investir no que é realmente importante para o setor: cooperação, lealdade e parceria. Obviamente, os alunos vêm de diferentes empresas, que são concorrentes, mas o que prevalece é o interesse de construir uma indústria mais forte. Fico muito feliz que algumas das soluções que acabaram de ser apresentadas pelos estudantes em seus projetos de conclusão de curso já estão se espalhando e repercutindo nas empresas de cada um”, detalhou.

Em seu depoimento, o diretor-executivo da Embry-Riddle para as Américas Central e do Sul, Fábio Campos, fez um histórico dos laços entre a universidade americana e o mercado brasileiro. “A Embry-Riddle abriu minha mente e fez perceber o tamanho da indústria para a qual trabalhamos – uma indústria que exige profissionais com todo tipo de expertise. Ainda há muito a ser feito pela aviação e, especialmente pela aviação brasileira. Com muito orgulho, apresentei, em 2015, a minha ideia do que seria a Embry no Brasil. Essa ideia foi surpreendentemente aceita e aqui estamos. (...) Agora não temos apenas as ferramentas e o poder de mudar o cenário, temos o dever. Que vocês, alunos, possam retornar ao Brasil e compartilhar os conhecimentos com seus colaboradores”, resumiu.

Também estiveram presentes na diplomação: a diretora-executiva nacional do SEST SENAT, Nicole Goulart;  o diretor-executivo do ITL, João Victor Mendes; e a assessora especial do ITL, Eliana Waléria de Souza Costa. 

Clique aqui para assistir à cerimônia

CNT - Confederação Nacional do Transporte

SAUS Q.1 - Bloco J - Entradas 10 e 20
Ed. Clésio Andrade - CEP: 70070-944 - Brasília - DF
Fale Conosco: (61) 2196 5700

© 2019 - Confederação Nacional do Transporte