Resumo da notícia

Com série de ações nessa quarta-feira (9), em Brasília, começou movimento Maio Amarelo.

Iniciativa chama atenção para a necessidade de segurança viária.

O movimento nacional Maio Amarelo foi oficialmente iniciado nessa quarta-feira (8), em Brasília (DF), com uma série de ações capitaneadas pelo Ministério da Infraestrutura. A iniciativa chama a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo, a partir de ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil. O SEST SENAT também faz parte dessa mobilização e realizará, durante o mês, eventos de conscientização de motoristas em todo país.

O Brasil é o quarto país que mais mata no trânsito no mundo, conforme a OMS (Organização Mundial da Saúde). Por aqui, o trânsito mata dez vezes mais que a dengue, por ano. Em 20 anos do CTB (Código de Trânsito Brasileiro), morreram mais de 662 mil pessoas. Segundo dados do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), o Brasil desperdiça R$ 56 bilhões em acidentes de trânsito por ano.

Segundo o presidente do ONSV (Observatório de Segurança Viária), José Aurélio Ramalho, a questão da segurança no trânsito transcende a esfera rodoviária; ela tem implicações na saúde pública e na economia do país. Um levantamento do ONSV indica que, a cada minuto, uma pessoa fica sequelada permanentemente no trânsito no Brasil, e, a cada 12 minutos, uma pessoa morre nas nossas ruas e estradas.

Diante desse contexto, o secretário Executivo do Ministério da Infraestrutura Marcelo Sampaio declarou que o movimento vai sensibilizar motoristas, ciclistas, motociclistas e pedestres sobre a responsabilidade de todos para a segurança no trânsito. “Vamos reforçar a importância dessa campanha e conclamar a todos para que essa política pública tenha ganhos expressivos nos indicadores. Queremos preservar a vida dos nossos brasileiros.”

O secretário de Transportes Terrestres, General Jamil Megid, informou que a pasta atuará para facilitar a vida do cidadão, simplificando e desburocratizando tarefas que são normais para os condutores. “Também vamos focar o nosso trabalho na educação no trânsito e segurança viária.”

Conscientização

As ações para o ponto de partida do Maio Amarelo tiveram início pela manhã, com uma carreata de veículos pela Esplanada dos Ministérios, que contou com a van do Programa CNT SEST SENAT de Prevenção de Acidentes, o carro do Programa Despoluir, motocicletas e caminhões do Detran, Corpo de Bombeiros, PRF, Polícia Militar, DER, Instituto Mobih e Brasil Caminhoneiro. A carreata terminou no estacionamento entre os ministérios da Infraestrutura e Justiça, onde órgãos de trânsito promoveram palestras e atividades educativas para a população.

Por que maio e por que amarelo?

Em 11 de maio de 2011, a ONU decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito. Com isso, o mês de maio se tornou referência mundial para balanço das ações que o mundo inteiro realiza. O amarelo simboliza atenção e também a sinalização e advertência no trânsito.

Com informações do Ministério da Infraestrutura

Reportagem: Diego Gomes

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

CNT - Confederação Nacional do Transporte

SAUS Q.1 - Bloco J - Entradas 10 e 20
Ed. Clésio Andrade - CEP: 70070-944 - Brasília - DF
Fale Conosco: 0800 728 2891

© 2019 - Confederação Nacional do Transporte