A CNT participa, até esta quinta-feira (9), de reunião da Comissão Sociolaboral do Mercosul, em Buenos Aires, na Argentina. Desde o dia 29 de abirl, representantes dos empregadores e dos governos dos países-membros do bloco econômico debatem questões relacionadas à aplicabilidade da reforma trabalhista brasileira, segurança e saúde do trabalho e inspeção do trabalho na cadeia global de valor.

Também estão pauta temas referentes à migração, ao trabalho na região fronteiriça, à circulação de trabalhadores no Mercosul e ao trabalho infantil e escravo. A CNT vem atuando ativamente em defesa e aplicabilidade da nova legislação trabalhista (Lei 13.467/2017).

A Comissão Sociolaboral do Mercosul é um órgão tripartite auxiliar do GMC (Grupo Mercado Comum), com caráter promocional, que tem como objetivo fomentar e acompanhar a aplicação da Declaração Sociolaboral do Mercosul, assinada em 2015.

A comissão é composta por 12 membros titulares, sendo três representantes dos governos, empregadores e trabalhadores de cada país-membro do bloco. Nessa reunião em Buenos Aires, os trabalhadores não enviaram representantes. 

CNT - Confederação Nacional do Transporte

SAUS Q.1 - Bloco J - Entradas 10 e 20
Ed. Clésio Andrade - CEP: 70070-944 - Brasília - DF
Fale Conosco: 0800 728 2891

© 2019 - Confederação Nacional do Transporte