Notícias

04/12/2018
CRLV Digital poderá ser compartilhado em até cinco outros celulares

Por enquanto, três estados e o Distrito Federal oferecem a versão digital do documento, que é de porte obrigatório

Foto: Divulgação/Ministério dos Transportes


O aplicativo de celular Carteira Digital de Trânsito, que disponibiliza as versões digitais da carteira de motorista e o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) – documentos de porte obrigatório –, já permite o compartilhamento do CRLV com até cinco outros aparelhos de celular ao mesmo tempo. A funcionalidade é útil quando um mesmo veículo é utilizado por mais de uma pessoa. 

Para que o proprietário possa “emprestar” o CRLV Digital para terceiros, essas outras pessoas também devem possuir o aplicativo Carteira Digital de Trânsito em seu celular. Não é necessário que o usuário se dirija até o Detran (Departamento de Trânsito) de seu estado para habilitar o CRLV Digital. Basta baixar o aplicativo e inserir seus dados. 

O documento compartilhado não poderá ser exportado pela pessoa que recebeu o CRLV. Até o final do mês, a funcionalidade para “descompartilhar” o documento também estará disponível.

Como obter o CRLV Digital


Por enquanto, quatro Unidades da Federação habilitaram o CRLV Digital: Ceará, Rondônia, Goiás e Distrito Federal. 

O CRLV é um documento de porte obrigatório do veículo. Sua versão digital desobriga o porte do formato impresso. Ela traz todas as informações do documento impresso, além de um QR Code, que permite aos agentes de trânsito verificar se há alguma falsificação no documento durante uma fiscalização.

O documento pode ser obtido por meio do aplicativo Carteira Digital de Trânsito, disponível na App Store e na Google Play. Nele, o usuário deve fazer um cadastro e, então, adicionar o CRLV, informando o número do Renavam e o código de segurança impresso no CRV (Certificado de Registro de Veículo), o antigo DUT. 

Para acompanhar a adesão dos Detrans ao CRLV Digital, consulte o site 
servicos.serpro.gov.br/carteira-digital ​

O aplicativo também avisa quando o Detran aderir ao serviço.








Agência CNT de Notícias