Notícias

15/05/2018
CNT participa de uma das maiores feiras de tecnologia do mundo

Feira de Hannover abordou temas, como aprendizagem de máquinas, inteligência artificial e utilização de sistemas autônomos na produção e na logística

Foto: Divulgação


A CNT (Confederação Nacional do Transporte), por meio do seu escritório na Alemanha, esteve presente na Feira de Hannover (Hannover Messe), uma das maiores feiras de tecnologia e novidades do mundo. A participação foi resultado de um convite do Instituto Fraunhofer de Técnicas de Produção e Design (Fraunhofer IPK), localizado em Berlim.

Neste ano, com o tema “Indústria Integrada – Conectar e Colaborar”, a feira contou com 210 mil visitantes e 5.800 expositores. Foram debatidos temas, como aprendizagem de máquinas, inteligência artificial, plataformas de internet industrial, expansão das redes elétricas com foco em mobilidade elétrica (eMobility), utilização de robôs e sistemas autônomos na produção e na logística, além do papel dos trabalhadores e seres humanos no futuro.

A principal tendência apontada na feira é a integração entre os sistemas computacionais e de informação com os sistemas mecânicos, a chamada indústria 4.0, e o iminente impacto da inteligência artificial nas indústrias, nos transportes e na sociedade como um todo. A convergência entre produção e logística foi tratada como ponto-chave, já que a indústria digital não tem como funcionar sem o transporte eficiente dos insumos e o escoamento adequado da produção. Dentre as novidades mostradas, estão robôs de transporte, caminhões e ônibus autônomos e drones.

Outras novidades apresentadas na feira incluem sistemas e óculos de realidade virtual para treinamento e apoio nas operações, exoesqueletos que servem de suporte ao trabalho pesado e robôs com diferentes formas, tamanhos e finalidades. 

No pavilhão voltado para a energia, as exposições focaram em eficiência energética e sua correlação com a proteção ao clima e ao meio ambiente. Foram apresentadas soluções e inovações para a criação de sistemas inteligentes e descentralizados de geração de energia, bem como novas soluções de infraestrutura para uma mobilidade ambientalmente mais sustentável.






Agência CNT de Notícias