Notícias

10/10/2018
Ícones das estradas: veja caminhões da Scania que marcaram época

Série resgata a memória com modelos que fizeram sucesso

Foto: Fotos: Divulgação/Scania


O caminhão é mais que uma ferramenta de trabalho. É casa. É objeto de desejo. É uma mensagem. 

Cada vez mais, esses veículos ficam tecnológicos, conectados, cheios de funções que oferecem ao motorista experiências e possibilidades que vão além de dirigir. Mas quem está no transporte há muito tempo viveu realidades bem diferentes.  

A Agência CNT de Notícias inicia essa série que volta algumas décadas ao passado para falar de ícones das estradas do Brasil. Caminhões que inovaram no seu tempo e marcaram, de alguma forma, a história do transporte no país. 

Na primeira matéria, resgatamos a memória da Scania, que está no Brasil há 61 anos. Desde então, a empresa comercializou mais de 262 mil caminhões no país.


L 75 (1959)


Esse foi o primeiro caminhão produzido pela Scania no Brasil. O motor veio da Suécia, mas foi possível utilizar 35% de peças nacionais no modelo. Ele ficou conhecido como “o motor de 400.000 km”, que impressionava por sua robustez e resistência. A potência era de 165 cv e o torque (medida de força do motor, que mede o quanto ele responde a acelerações) a 1.200 rpm. 

L75-Scania.jpg

LK 140 (1974)


Em 1974, a Scania trouxe seu primeiro V8 para o Brasil, o famoso LK 140. Seu sucessor, o LK 141 (de 1978) se popularizou no imaginário popular por aparecer no seriado Carga Pesada, da TV Globo. Com potência de 350 cv, o caminhão - que ficou popularmente conhecido como “cara chata” - foi apresentado, na época, como o mais potente do gênero na América Latina. O modelo passou a ser produzido em escala na fábrica brasileira em setembro de 1975.

lk140-scania.jpg

​L 111 (1976)


Com venda total de 11.376 unidades, esse foi um dos “jacarés” da marca. A produção se iniciou em 1976 e terminou em 1981. O modelo usou sempre a cor laranja devido à escala única de produção. Na época, não havia o sistema de produção modular, o que dificultou a escolha de cores diferentes. 

L111-Scania.jpg

​T 113 (1991)


Este é um dos maiores ícones das estradas brasileiras. Ele foi, até o ano passado, o caminhão mais vendido da Scania no Brasil. O modelo ficou no mercado de 1991 a 1998 e trouxe inovações quando foi lançado. A potência ia até 450 cv, a maior do mercado à época. Além disso, o torque era maior. A tecnologia permitia viagens a velocidades médias mais altas e menos custos operacionais. Foi o primeiro Scania a oferecer a versão de cabine Top Line, a mais luxuosa do período.

t113-scania.jpg

​R 440 (2012)


O R 440 chegou ao posto de caminhão mais vendido da Scania em outubro de 2017, até então ocupado pelo T 113. O modelo foi lançado em janeiro de 2012 para inaugurar a nova era de motores Euro 5. Um dos destaques do modelo é a economia de combustível. O R 440 liderou o mercado de pesados em 2013, 2016 e 2017. No total, de janeiro de 2012 a setembro de 2018, a Scania emplacou mais de 31 mil unidades do modelo, que será substituído, no final do ano, pelo R 450.

r440-homenagem.jpg







Agência CNT de Notícias