Notícias

09/08/2018
Anac autoriza operação de aéreas de baixo custo no Brasil

Norwegian Air e Avian são as primeiras empresas a receberem autorização jurídica da agência reguladora

Foto: José Cruz/Agência Brasil


A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) publicou, nessa quarta-feira (8), no Diário Oficial da União, a autorização de funcionamento jurídico no Brasil da empresa aérea Norwegian Air, de origem norueguesa e com sede na Inglaterra. A companhia aérea pretende operar no Brasil como empresa de serviço de transporte aéreo internacional regular de passageiro, carga e mala postal.

A Norwegian e a Avian, subsidiária da Avianca na Argentina, que teve autorização jurídica publicada em 25 de julho de 2018, deram início à vinda das empresas aéreas denominadas de baixo custo (low cost) autorizadas juridicamente a iniciar suas operações no país.

Além dessas duas, a empresa aérea Flybondi recebeu autorização do governo argentino na última quinta-feira, 2 de agosto, para operar no Brasil. Após essa etapa, a empresa deve entrar com o pedido de autorização jurídica e operacional na Anac.

Com o pedido protocolado em 27 de julho deste ano, a Norwegian solicitou autorização para operar voos internacionais de longo curso entre o Brasil e a Europa, de forma direta. As rotas de ambas as empresas só serão divulgadas quando elas fizerem o registro dos voos na agência reguladora. A Avian informou que possui interesse em iniciar as operações em setembro deste ano com voos não regulares, até que a autorização para voos regulares seja liberada.

Para que a Avian e a Norwegian iniciem os voos regulares, no entanto, é necessário que as empresas obtenham outra autorização da Anac, a de operação. Ambas já possuem autorização para voos não regulares (pontuais) e podem iniciar as operações nessa modalidade, adiantando, assim, o funcionamento no Brasil, caso tenham interesse. 

Com informações da Anac








Agência CNT de Notícias