Notícias

06/10/2017
Inovações que prometem mudar o transporte

Veja 5 novidades que, nos próximos anos, poderão estar acessíveis ao público

Foto: Divulgação Ford

Veículo autônomo que entrega pizzas sozinho
Veículo autônomo que entrega pizzas sozinho

Carro entrega pizzas sozinho


A montadora americana Ford e a rede de alimentos Domino's começaram a testar veículos autônomos para a entrega de pizzas. O serviço deve funcionar com o pedido feito por meio de um aplicativo de celular, que possibilita ao consumidor acompanhar todo o trajeto do veículo. Ele receberá mensagens quando o automóvel estiver se aproximando da casa. Para retirar a pizza do carro, deverá digitar parte do número de telefone e uma senha, enviada pela pizzaria. Uma das questões que ainda precisam ser resolvidas é que, sem entregador, a pizza não chega até a porta da residência: o cliente precisar ir até a rua, onde o carro está parado, para retirar o pedido. A Ford tem como objetivo lançar carros que dispensam motoristas a partir de 2021.

Pneus de soja 


Um pneu ecológico, mais eficiente e mais seguro. Essa é a proposta da Goodyear e do United Soybean Board com o lançamento da primeira linha de pneus produzidos à base de óleo de soja. Testes mostraram que a borracha feita com o óleo se mistura mais facilmente aos compostos usados na produção de alguns pneus, o que melhora a eficiência na fabricação e reduz o consumo de energia. Segundo a Goodyear, a utilização do óleo de soja contribui para que o composto de borracha fique mais flexível, melhorando a aderência dos veículos ao solo, mesmo em condições de mudança de temperatura. Por enquanto, o produto está disponível somente no mercado norte-americano.

Carro voador


O Salão do Automóvel de Frankfurt de 2017 trouxe novidades futuristas para o mercado e apresentou um carro voador. Trata-se do Aeromobil, um projeto de origem eslovaca que usa carroceria de compósito de carbono e motor elétrico para rodar em terra. O modelo tem autonomia de 700 km. A empresa pretende aceitar encomendas no próximo ano e começar as entregas em 2020.

Novo avião supersônico poderia fazer rota Brasil-EUA em 4h


Já pensou em sair do Brasil e chegar aos Estados Unidos em quatro horas e meia? Ou a Londres em menos de seis horas? Essa é a proposta da Spike Aerospace, que começou a desenvolver o avião supersônico SX-1.2. O modelo realizou seu primeiro voo teste no começo de outubro, sem tripulação. A empresa espera que o supersônico atinja a velocidade de 1.770 km/h. A empresa tem a intenção de começar a operar voos no início de 2021, com a entrega aos clientes a partir de 2023. O jato supersônico irá comportar até 22 passageiros.

Táxi voador sobrevoa Dubai  


Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, recebeu, em setembro, um voo do que poderá ser o primeiro serviço de táxi de drone do mundo. O táxi voador, desenvolvido pela empresa de drones alemã Volocopter, se assemelha a um pequeno helicóptero de dois lugares e 18 hélices. O teste foi sem tripulação. O modelo foi produzido para funcionar sem controle remoto e com duração máxima de 30 minutos. O táxi voador conta com um completo sistema de segurança para evitar danos em caso de problemas: baterias reservas, rotores e, na pior das situações, um par de paraquedas. A Volocopter está em uma corrida com mais de uma dúzia de empresas europeias e norte-americanas para desenvolver e lançar esse tipo de produto. Entre as concorrentes estão a gigante aeroespacial Airbus, que deve apresentar um táxi voador até 2020; a Kity Hawk, apoiada pelo cofundador da Google, Lary Page; e a Uber.






Agência CNT de Notícias