Notícias

14/03/2017
CNT realiza missão ao Vale do Silício, nos Estados Unidos

Comitiva identificará tecnologias e modelos de negócio inovadores para implementar no setor de transporte

Foto: Divulgação/Proterra

Ônibus elétrico da Proterra, companhia que receberá visita técnica da comitiva da CNT
Ônibus elétrico da Proterra, companhia que receberá visita técnica da comitiva da CNT
A CNT (Confederação Nacional do Transporte) iniciou, nesta segunda-feira (13), uma missão ao Vale do Silício e a São Francisco, nos Estados Unidos. A comitiva, integrada por representantes da CNT, do SEST SENAT e do ITL, tem o objetivo de identificar tecnologias inovadoras e modernos serviços e modelos de negócios que podem ser implementados no setor de transporte e logística no Brasil.

Além disso, a missão busca ampliar a compreensão do ecossistema de inovação do Vale do Silício, berço de muitas das maiores empresas de alta tecnologia do mundo e de milhares de startups. O conglomerado está localizado no Vale de Santa Clara, na Califórnia.

Segundo o presidente da Confederação Nacional do Transporte, Clésio Andrade, a CNT vem atuando para fortalecer a inovação e a criação de novas soluções no setor de transporte brasileiro, a partir do que está sendo desenvolvido no mundo. A missão ao Vale do Silício, explica ele, está alinhada com esse objetivo. “Vamos conhecer empresas que trabalham com tecnologia de ponta, com desenvolvimento e com inovação. Isso permitirá que possamos não só orientar o transportador, como também tirar proveito de todas essas transformações”, destaca o presidente da CNT, Clésio Andrade.

Serão realizadas visitas técnicas a grandes companhias: Proterra, líder na concepção e fabricação de ônibus elétricos; Intel, que no setor de transporte e logística procura soluções para aumento da segurança de condutores e de passageiros, redução das emissões de carbono e de ineficiências na gestão de ativos; Telit, que fornece tecnologia de módulos sem fio e serviços de conectividade; Qualcomm, uma das principais fornecedoras de chipsets e outras tecnologias, inclusive para transporte e logística; PINC, fornecedora número 1 em gerenciamento avançado de pátios, logística de veículos e soluções de robótica; Waze, aplicativo de smartphones baseado na navegação por satélite; Peloton Tech, empresa de tecnologia que conecta e automatiza veículos, a fim de aumentar a segurança e a eficiência na indústria de transporte; NGP, companhia que fornece conhecimento da indústria e uma extensa rede para ajudar empresários a acelerar o crescimento das empresas; Trimble, que dispõe de tecnologias inovadoras para o setor de transporte; Ford Smart Mobility, subsidiária da montadora focada em carros elétricos, modelos autônomos e internet das coisas; e OTTO, que projeta caminhões autônomos com tecnologia para prever as condições das estradas.   






Agência CNT de Notícias